drenagem

É difícil que a orelha de abano poupe alguém de apelidos pejorativos e até bullying, principalmente na infância e adolescência. Por isso, muitas pessoas buscam corrigir essa característica.

Nos últimos tempos, uma técnica alternativa à otoplastia (que é a cirurgia plástica) vem se tornando popular: a otomodelação. O procedimento utiliza fios específicos para correção de orelhas sem cirurgia, de forma segura, rápida e com recuperação tranquila.

A Dra. Daiane Ribeiro, enfermeira esteta especializada nesta técnica,  vem atendendo cada dia mais pessoas Tupã e região. 

"É um procedimento simples e minimamente invasivo, realizado no consultório com anestesia local", explicou.

A recuperação também é rápida, não sendo necessário período de repouso. O paciente consegue retornar às suas atividades normais no dia seguinte. 

 

"É uma técnica inovadora, realizada sem cortes, sem necessidade de cirurgia. O procedimento leva em torno de 1h30 e o ganho estético é imediato. Esse procedimento se torna definitivo após a cicatrização", explicou.

É importante ressaltar que a otomodelação deve ser feita em consultório, com profissionais habilitados e que tenham consentimento do Conselho Regional de Enfermagem (COREN).
 
A dra. Daiane ainda destaca que está iniciando o projeto "Orelhinhas Felizes" para atender crianças carentes na cidade. 

"Sabemos o quanto o bullying e brincadeiras de mau gosto podem deixar marcas para a vida inteira nessas crianças. Vale destacar que a otomodelação pode ser feita a partir dos 7 anos, mediante autorização dos pais".
 

Fale com a especialista

Ficou interessado (a) em saber mais sobre o assunto? Entre em contato com a dra. Daiane Ribeiro e tire suas dúvidas. 

Ela atende na Clínica Nayane Murinelli, localizada na Rua Cherentes, 495, Tupã, O telefone para contato é (14) 99821-3931.

HUM TUPÃ

Compartilhe:

Receba Notícias do TupãCity pelo Whatsapp


Participe dos nossos grupos

Fique informado em tempo real sobre as principais notícias de Tupã e região.

Instagram