Paineira Tupã

O preço da laranja disparou em São Paulo e atingiu um marco histórico neste mês de março. A caixa de 40,8 kg da variedade pera está sendo vendida por até R$ 100 em algumas regiões do estado, segundo o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP. É o valor é o mais alto desde que o Cepea começou a registrar os preços da laranja em outubro de 1994, mesmo levando em conta a inflação. 

Alta nos preços

Segundo o Cepea, o recorde anterior havia sido batido em janeiro e vem sendo superado mês após mês. 
A valorização da fruta está associada à escassez de oferta durante o entressafra, segundo pesquisadores do Cepea.

As outras variedades da fruta também estão com volumes controlados, o que contribui para a elevação dos preços.

“Durante toda a temporada 2023/24, a alta demanda industrial restringiu ainda mais as frutas disponíveis no mercado doméstico. Assim, diferentemente do comportamento típico de queda de preços da laranja verificado a partir do início da colheita das precoces (entre março e abril), em 2024, a oferta limitada de fruta pode amenizar ou, até mesmo, impedir as desvalorizações”, diz o Cepea.

Os pesquisadores preveem que os preços da laranja permanecerão altos devido ao ritmo lento de crescimento na oferta de laranjas precoces no mercado paulista.

Safra 2024/25 de laranja

As expectativas para a safra de 2024/25 não são otimistas, segundo o Cepea. 
A produção deve ser menor do que a atual, devido aos desafios enfrentados pelos produtores no ano anterior, como o greening, e as condições climáticas adversas causadas pelo El Niño. 

 

CAMPANHA COLETA DE LIXO ORGÂNICO

Compartilhe:

Receba Notícias do TupãCity pelo Whatsapp


Participe dos nossos grupos

Fique informado em tempo real sobre as principais notícias de Tupã e região.

Instagram