Paineira Tupã

A Polícia Civil de Queiroz (SP) abriu um inquérito para apurar a mortandade de várias espécies de peixes no Rio Tibiriçá. Segundo a corporação, a investigação aguarda o resultado das análises feitas nas amostras coletadas no local para concluir se os fatos verificados foram decorrentes de alguma conduta que possa ser enquadrada como crime ambiental. Uma representação sobre o caso também foi entregue ao Ministério Público de São Paulo (MP-SP).

Moradores registram mortandade de peixes no Rio Tibiriça em Queiroz — Foto: Arquivo pessoal
Moradores registram mortandade de peixes no Rio Tibiriça em Queiroz — Foto: Arquivo pessoal

No dia 27 de maio, a Polícia Ambiental e a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo(Cetesb) estiveram no município coletando amostras do rio, que cruza a cidade. 

No último mês, moradores de Queiroz registraram uma grande quantidade de peixes de várias espécies mortos nas margens do Rio Tibiriçá. Segundo eles, o problema é recorrente e a principal suspeita é de que empresas da região estariam despejando resíduos de forma irregular no rio.

O estudo deve verificar se há despejo irregular de resíduos no rio, principalmente a vinhaça, um composto químico líquido que surge através do processo industrial de transformação de cana-de-açúcar em álcool.

Moradores registram mortandade de peixes no Rio Tibiriça em Queiroz — Foto: Arquivo pessoal
Moradores registram mortandade de peixes no Rio Tibiriça em Queiroz — Foto: Arquivo pessoal

Paineira Tupã

Compartilhe:

Receba Notícias do TupãCity pelo Whatsapp


Participe dos nossos grupos

Fique informado em tempo real sobre as principais notícias de Tupã e região.

Instagram