cabonnet

Com o tempo chuvoso é comum aumentar o aparecimento de escorpiões dentro de casas e por diversos lugares de quintais, por isso, os cuidados devem ser redobrados para evitar riscos de acidentes. É no período de muita chuva, como dos últimos dias, que os bichos peçonhentos se desalojam de seus esconderijos - lugares escuros - como debaixo de pedras, folhas, troncos de árvores ou montes de entulho deixados num canto do quintal.

O escorpião amarelo é uma das espécies mais perigosas, e é o responsável pela maioria dos casos de picada registrados nas cidades brasileiras e, em Tupã, não é diferente. Apesar do risco, a Secretaria de Saúde alerta que é possível reduzir a incidência com cuidados simples como: mantenha os ambientes limpos e organizados, remover entulhos e sobras de construção, vedar portas com “cobrinhas” e com telas ralos, pias e tanques, bem como, conferir sapatos e roupas antes de usar.

Mas, se apesar de todos esses cuidados, um acidente acontecer, a vítima deve se dirigir rapidamente para a Santa Casa central de Tupã, para receber o soro antiescorpiônico. Lembrando que a unidade da Rua Manoel Ferreira Damião está com o Pronto Socorro em reforma. 

“Normalmente, escorpião pica regiões descobertas do corpo, como pé, pernas, mãos e braços e o local deve ficar exposto e voltado para cima, sem ser apertado, é preciso ingerir bastante água e ir rapidamente para a emergência”, esclareceu o secretário de Saúde, Miguel Ângelo De Marchi. Só para lembrar, a picada do escorpião é inconfundível devido à intensa dor no local onde o veneno foi injetado.

 

unidade de hidratação

Compartilhe:

Receba Notícias do TupãCity pelo Whatsapp


Participe dos nossos grupos

Fique informado em tempo real sobre as principais notícias de Tupã e região.

Instagram