Paineira Tupã

A cidade de Bastos, no interior de São Paulo, se viu envolvida em uma polêmica recente relacionada à intolerância religiosa. Um pastor evangélico, durante um culto transmitido ao vivo, fez críticas públicas à imagem de Nossa Senhora Aparecida que foi instalada na entrada da cidade. A Diocese de Marília, diante dos acontecimentos, emitiu um posicionamento sobre o caso no final da tarde desta terça-feira (3).

No vídeo divulgado, o pastor Sérgio Fernandes criticou a administração municipal por ter colocado a imagem de Nossa Senhora Aparecida na entrada da cidade, argumentando que ela não representava o município. Ele expressou sua indignação em usar recursos públicos para esse propósito e sugeriu que outros símbolos poderiam melhor representar a cidade, que é conhecida como a "Capital do Ovo" e tem uma forte influência da imigração japonesa. 

Saiba mais: Pastor em Bastos ataca imagem de Nossa Senhora Aparecida durante culto

 

Em resposta a esses ataques de intolerância religiosa, a Diocese de Marília emitiu uma nota oficial reforçando seu "compromisso com o respeito por todas as confissões de fé e denominações religiosas".

O comunicado destacou uma citação do Papa Francisco, que afirmou que "a liberdade de expressão não dá o direito de insultar a fé do próximo", enfatizando a importância do respeito mútuo entre diferentes crenças.

A Diocese também enfatizou a necessidade de trilhar o caminho da fraternidade e do ecumenismo, promovendo a cooperação cristã para abordar questões sociais e melhorar a dignidade da pessoa humana.  

Veja abaixo a íntegra da nota:

HUM TUPÃ

Compartilhe:

Receba Notícias do TupãCity pelo Whatsapp


Participe dos nossos grupos

Fique informado em tempo real sobre as principais notícias de Tupã e região.

Instagram