unidade de hidratação

O Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre tem uma programação especial para a 22ª Semana Nacional de Museus, que acontece entre 13 e 19 de maio, com o tema "Museus, Educação e Pesquisa". A instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, em Tupã (SP), terá apresentações, rodas de conversa e atividades para toda a família.
 
Além disso, exposições temporárias que colocam o público em contato com diversas manifestações artísticas dos povos originários também fazem parte da programação normal do museu. As atividades são gratuitas.


Projeto “Vem Que Te Conto Um Conto”
 
Por meio da contação de histórias, os educadores do museu buscam proporcionar aos visitantes a oportunidade de ampliar seus conhecimentos sobre as diversas culturas presentes na exposição de longa duração “Tupã Plural”. Neste mês, a ação acontece em torno da boneca Matrioska, destacando a cultura russa que está presente no espaço expositivo do módulo “Creio em Tupan”.
 
A Matrioska, também conhecida como “boneca russa”, é caracterizada por uma série de bonecas de tamanhos variados que são encaixadas uma dentro da outra, simbolizando conceitos como maternidade, fertilidade e amor. A atividade proporciona aos visitantes uma imersão na rica cultura russa, explorando seus símbolos e significados.

Data: 14 de maio (terça-feira)
Horário: das 09h às 10h
Informações: (14) 3491-2333

Semana Nacional de Museus: “Compartilhando Saberes” no Museu Índia Vanuíre
 
“Compartilhando Saberes” é uma iniciativa que convida os participantes a doarem seus livros para o museu ou trocar livros entre si. Essa ação promove a valorização da leitura, o compartilhamento de conhecimentos e a sustentabilidade por meio da reutilização de materiais. O evento acontecerá no espaço expositivo do museu, oferecendo uma experiência enriquecedora para todos os apaixonados pela leitura e pela cultura.
 
Data: 14 e 15 de maio
Horário: das 9h às 16h

Projeto Museu Jovem
 
O Museu Jovem é um projeto destinado ao público em situação de vulnerabilidade e parte de atividades educacionais e culturais desenvolvidas em torno do acervo do museu, explorando temas e situações para a construção do sentimento de pertencimento e o exercício de memórias individuais e coletivas.
 
O grupo de jovens participará de uma roda de conversa e oficina de artesanato relacionadas à cultura japonesa.

Data: 15 de maio (quarta-feira)
Horário: das 14h às 15h30
Informações: (14) 3491-2202

Semana Nacional de Museus: “Caça Ao Tesouro Cultural - Em Busca do Conhecimento Perdido”
 
Uma emocionante caça ao tesouro dentro do museu, onde os participantes devem seguir pistas e resolver enigmas relacionados à história, cultura indígena e ao acervo da instituição. Ao final, os participantes recebem um prêmio simbólico e aprendem sobre a importância dos museus na preservação do patrimônio cultural.
 
Data: 16 de maio (quinta-feira)
Horário: das 9h às 11h
Informações: (14) 3491-2333
 
Semana Nacional de Museus: apresentação de danças e cânticos indígenas
 
Apresentação de danças e músicas tradicionais das etnias Kaingang e Krenak. O público visitante terá a oportunidade de apreciar a riqueza cultural desses povos por meio de apresentações envolventes e interativas.
 
Data: 17 de maio (sexta-feira)
Horário: das 14h às 16h
Informações: (14) 3491-2333
 
Exposições temporárias
 
As exposições temporárias continuam no mês de maio. Elas acontecem de terça-feira a domingo, das 9h às 18h. Confira, abaixo, quais estão abertas para visitação.
 
“Tradições Ancestrais: a cerâmica de Bisalhães no Museu Índia Vanuíre”
 
A exposição de peças de cerâmica da olaria de Bisalhães no Museu Índia Vanuíre tem como propósito celebrar um valioso patrimônio cultural e fortalecer os laços com as diversas comunidades do município de Tupã (SP). Esses objetos, de uso doméstico e provenientes de Portugal, fazem parte do acervo do museu desde 1973.
 
O processo de confecção da louça preta de Bisalhães foi reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco e incluído no Inventário Nacional de Patrimônio Cultural Intangível de Portugal. Tais reconhecimentos enfatizam a importância de preservar e disseminar essa tradição artesanal singular surgida na região norte do país europeu.
 
Ao apresentar esses objetos de significado cultural profundo, o Museu Índia Vanuíre fortalece vínculos com sua comunidade diversa, composta por povos indígenas, famílias de imigrantes e descendentes das mais variadas origens.
 
“Grafismos e Artes Indígenas do Oeste Paulista”
 
Versão da exposição para visita presencial, que destaca a riqueza cultural das etnias Kaingang, Krenak, Terena e Guarani Nhandewa, das Terras Indígenas Vanuíre, Icatu e Araribá. A exposição é um compromisso de respeito e preservação cultural. Ela desafia estereótipos, amplia identidades e convida a explorar as histórias, tradições e valores transmitidos por essas expressões artísticas.
 
“Cerâmica Terena: Preservando a Memória e a Tradição”
 
A exposição apresenta peças produzidas pelos povos Terena, habitantes das terras indígenas Icatu, em São Paulo, e Cachoeirinha, no Mato Grosso do Sul. São peças como panelas, jarros, moringas e esculturas, entre outros objetos. Algumas cerâmicas já fazem parte do acervo do museu, doados ainda em 1970; já outras obras contemporâneas foram adquiridas ao longo dos anos.
 
Além de especificidades da cerâmica Terena, a mostra também destaca depoimentos que valorizam e retratam as relações estabelecidas a partir da história, memória, cotidiano, transmissão do conhecimento entre gerações e a manutenção da tradição como um elo entre o passado e o presente.
 
Ingresso voluntário
 
O Museu Índia Vanuíre convida o público a fazer parte da história da instituição e a contribuir para perpetuar as ações culturais e sociais desenvolvidas com a comunidade de Tupã e demais visitantes.
 
Uma das formas para promover sua sustentabilidade de maneira inclusiva foi a adoção de um o modelo de ingresso voluntário – conhecido no mundo todo como PWYW – do inglês “pay what you want” (pague o que quiser), que entrou em vigor em junho de 2017. A entrada ao equipamento continua sendo livre, mas, ao final da visita, o público é convidado a reverter para a instituição o valor que quiser, se puder.
 
A forma de arrecadação é uma maneira de remover a barreira da entrada e inspirar a generosidade das pessoas no sentido de contribuir com iniciativas culturais. Para a efetivação da doação, foi criado no museu um local específico que mostra ao interessado a diversidade de ações sociais e educativas realizadas pela unidade.
 
Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre
 
Localizado em Tupã (SP), o Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre é uma instituição do Governo do Estado administrada pela Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo em parceria com a ACAM Portinari - Organização Social de Cultura.
 
Fundado em 1966 e instalado em um prédio construído especialmente para abrigá-lo, o museu possui acervo, com cerca de 38 mil peças, relacionado à história da região onde está localizado e com foco na cultura indígena. Possui uma das mais importantes coleções etnográficas do país que representam diferentes comunidades indígenas brasileiras.
 
Funcionamento: terças, quartas, sextas, sábados e domingos, das 9h às 18h; quintas, das 9h às 20h.
Endereço: Rua Coroados, 521, Centro, Tupã – SP  
Instagram: @museuindiavanuire
Facebook: /museuindiavanuire/

Paineira Tupã

Compartilhe:

Receba Notícias do TupãCity pelo Whatsapp


Participe dos nossos grupos

Fique informado em tempo real sobre as principais notícias de Tupã e região.

Instagram