Paineira Tupã

O Ministério da Saúde divulgou nova lista de municípios do Centro-Oeste de SP que receberão a vacina contra a dengue. O anúncio foi feito na quarta-feira (29), às vésperas do final de semana prolongado, por causa do feriado de Corpus Christi, na quinta-feira.

Segundo a pasta, cerca de 7,2 mil doses vão ser distribuídas para os municípios, incluindo, desta vez, Tupã. 
Essa é a quinta remessa de distribuição do Ministério da Saúde. O imunizante já tinha sido entregue a outras 48 cidades do Centro-Oeste paulista, que receberam cerca de 80 mil doses da vacina. Mas, atenção, estão aptos para receber o imunizante pelo SUS somente as crianças e os adolescentes de 10 a 14 anos.

“Os imunizantes destinados para aplicação da segunda dose serão enviados posteriormente, considerando o intervalo recomendado de três meses para completar o esquema da vacinação”, apontou a nota técnica do Ministério da Saúde.

O anúncio ocorre em meio ao avanço da dengue em cidades do Centro-Oeste paulista, que já confirmaram 65 mortes em decorrência da doença. Ao todo, 22 cidades da região já tiveram óbitos por dengue este ano, sendo que Tupã tem apenas um confirmado até o momento.

O que é e como a vacina age

A Qdenga (TAK-003) é um imunizante contra a dengue desenvolvido pelo laboratório japonês Takeda Pharma. O registro do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em março de 2023.

O Brasil foi o primeiro país no mundo a oferecer a vacina na rede pública. A vacina contém vírus vivos atenuados da dengue. Por isso, ela induz respostas imunológicas contra os quatro sorotipos do vírus da dengue.

O imunizante é aplicado em um esquema de duas doses, com intervalo de três meses entre as aplicações. De acordo com a Anvisa, a Qdenga é indicada para pessoas de 4 a 60 anos.

O ministério reforça que seja priorizada a faixa etária de 10 a 14 anos, mas poderão ser aplicadas em pessoas de 4 a 59 anos, a critério dos municípios que tiverem doses sobrando.

Pelo menos até agora, de acordo com o que tem sido divulgado, a vacina tem pouca procura. Nesta semana, a Secretaria Municipal de Saúde deverá definir o esquema de vacinação, se haverá distribuição em todas as unidades de saúde ou se o trabalho será centralizado. Também deve ser estabelecida a data de início de aplicação do imunizante.

recape

Compartilhe:

Receba Notícias do TupãCity pelo Whatsapp


Participe dos nossos grupos

Fique informado em tempo real sobre as principais notícias de Tupã e região.

Instagram